Projeto Bolsa Literária




Esse Projeto muito comum em algumas escolas, tem sido um sucesso. Porém, não podemos esquecer que deve ser muito bem orientado e acompanhado, pois não tem um fim nele mesmo.

Em nossa escola, temos a preocupação em selecionar livros infantis que atendam cada faixa etária, porém respeitando a escolha, interesse e necessidade de cada criança.

Uma criança leitora será um futuro adulto crítico, criativo, capaz de compreender e resolver as várias situações no mundo, porque passa a compreender a si mesmo e ao mundo proporcionando o crescimento interior.





Na escola, o professor tem uma função importante e deve estar atento para as atividades desenvolvidas pré e pós leitura. Criar um ambiente confortável, calmo, especial e único. Estar preparado com atividades diversas para esse momento, pois a finalização é onde acontece a avaliação da aprendizagem e fixação do que foi lido.

Mas, atenção! Isso não deve ser função somente da escola. A família é a primeira escola da criança e isso é muito sério. Bons hábitos começam em casa e refletem na educação dada por ela e isso é intransferível. 

O pouco tempo em família, não pode impedir momentos como esse. Ganha-se em qualidade de tempo quando a criança passa a ser naquele momento o foco principal, isso é o que queremos com o projeto. Resgatar a aproximação e levar a família a lembrar que todos têm suas necessidades e precisam ser respeitadas.


Pensar, imaginar, fantasiar e criar faz parte do mundo infantil e muitos pais acreditam que a criança por não saber ler, não se interessam tanto por livros e não oferecem esse momento encantador.

Meu filho desde 7 meses de idade, tem contato com livros e revistas, porque somos uma família de leitores e o hábito se inicia desde cedo. Sempre presenciava o pai lendo uma revista de seu interesse, algumas claro rasgadas pelo bebê, mas isso o levou a folhear, pegar, visualizar e ter o primeiro contato.

A fantasia e o prazer na leitura têm de ser conquistados cada dia com doses homeopáticas. Então, convido vocês, escolas e famílias a proporcionarem o momento mais mágico e encantador! 

Sozinhos, não podemos transformar o ser humano em pleno e constante desenvolvimento. O tempo passa rápido e quando perceberem as coisas simples da vida não terão mais graça.

Pensem, nisso. Ler é também, sonhar!




Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. O incentivo a leitura deve sim ter início em casa. As crianças são muito curiosas e geralmente demonstram muito interesse por livros e se presenciam seus pais lendo melhor ainda, aprendem pelo exemplo.

    ResponderExcluir
  2. O incentivo a leitura deve sim ter início em casa. As crianças são muito curiosas e geralmente demonstram muito interesse por livros e se presenciam seus pais lendo melhor ainda, aprendem pelo exemplo.

    ResponderExcluir
  3. Na antiga escola do Luan havia um projeto assim, ele adorava e nós também!isso fez a vontade de ler dele aumentar e hoje Luan vive carregando livros e gibis pra cima e pra baixo!

    ResponderExcluir
  4. Aqui em casa temos muitos livros infantis e juvenis e os meninos adoram folhear e fingir que estão lendo. Este tipo de estimulo é muito importante para formar um leitor.
    @nossasaogemeos

    ResponderExcluir
  5. Com certeza o projeto é muito lindo, mas pode realmente perder o sentido se os livros não forem adequados à idade. Ao invés de incentivo teríamos crianças sem interesse naquele conteúdo. Pedro tem vários livros da sua faixa etária e ama! Parabéns a Keila pelo texto.

    ResponderExcluir
  6. Eu amei a ideia! ���������� Amo livros, amo ler!!!
    ��❤

    Beijos Mila (@mundodamae)

    ResponderExcluir
  7. Aqui temos bastantes livros para o Gui, e sempre estamos incentivando e eu leio a história para ele e depois ele lê para mim, quando não sabia ler ele contava conforme as figuras e o que lembrava do que havia falado agora ele lê o que está escrito

    Bjs Mi Gobbato @espacodasmamaes

    ResponderExcluir